em Tecnologia

Na sede da MED-EL na Áustria, reunimos as mentes mais brilhantes de todo o mundo para criar o futuro das tecnologias de implantes cocleares. Na primeira série de posts escrito por autores convidados, apresentaremos cientistas especializados, pesquisadores e engenheiros de todo o mundo que estão trabalhando em trazer audiência para o mundo.

Se você tem alguma dúvida sobre o que ressonância magnética tem a ver com ICs, não precisará procurar mais informação depois de ler esta entrevista com Ellyce, engenheira de RMN na MED-EL, trazendo seus conhecimentos desde a longínqua Nova Zelândia. Ellyce senta conosco e partilha um pouco sobre o que a sua equipe de RMN faz não e por que RMN segura é muito importante para usuários de implantes cocleares.

Obrigado por conversar conosco, Ellyce! Conte-nos um pouco sobre você mesma.

Eu sou originalmente de Gisborne, uma pequena cidade na costa leste da Nova Zelândia. Eu primeiro estudei engenharia na Universidade de Auckland e lá continuei, cursando um doutorado em Engenharia Biomédica no Instituto de Bioengenharia de Auckland.

Meu doutorado acabou focando aspectos da segurança de RMN em dispositivos implantáveis, que coincidentemente foi em torno do mesmo tempo em que a MED-EL obteve aprovação para ressonância magnética a 3,0 Tesla. Eu pude perceber como a MED-EL estava ativa na área de ressonância magnética e que ela líder nesse setor, pois nenhum outro implante coclear tinha essa capacidade. Pouco depois de terminar meu doutorado, percebi que queria estar em uma carreira que ajudasse diretamente as pessoas, e foi isso que me levou para a MED-EL.

No dia a dia, meu trabalho é uma mistura de testes físicos no laboratório ou clínica e simulações em computador.  As simulações replicam o ambiente de RMN para prever como novos implantes ou situações podem afetar a segurança do paciente.

Testes de RMN

O que você acha interessante no trabalho com ICs e ressonância magnética?

Tanto as tecnologias de implante quanto as de imagiologia médica estão se aperfeiçoando rapidamente, de modo que mais e mais pessoas estão tanto recebendo implantes cocleares quanto fazendo exames de ressonância magnética. Assim, esses ramos diferentes da tecnologia médica precisam trabalhar em conjunto para garantir a segurança do paciente. O uso de RMN cresce, de modo que é importante que pacientes não sejam excluídos desse recurso por causa de seus implantes.

Toda a tecnologia de RMN e IC pode ser muito confusa para aqueles novos a elas! Pode-nos explicar brevemente por que os a MED-EL considera tanto a segurança RMN?

A classificação Tesla da RMN representa a força do ímã estático. O campo magnético estático pode deslocar o implante na cabeça do usuário, do mesmo modo que você pode imaginar um ímã de geladeira sendo atraído por uma geladeira. Esse campo está sempre presente em uma RMN. O SYNCHRONY tem um ímã rotativo dentro do implante coclear para evitar que o implante seja torcido e puxado pelo ímã da RMN. Ao invés disso, o ímã rotativo dentro de implante se move livremente, o que minimiza a pressão na cabeça sentida pelo paciente.

O ímã rotativo dentro do implante coclear SYNCHRONY também significa que você não precisa fazer consultas com o cirurgião para a remoção do implante antes da RMN, mesmo a 3,0 Tesla. Isso é especialmente importante, pois algumas vezes é necessário realizar RMN rápida e inesperadamente, por exemplo, após um ferimento ou acidente. O uso de ressonância magnética vem crescendo, pois não expõe um paciente a nenhum dos riscos da radiação associados ao raio-X ou TC, além de poder fornecer imagens de uma vasta gama de tecidos do corpo. Por isso é importante que os pacientes possam se submeter à RMN a 1,5 e 3,0 Tesla sem necessidade de cirurgia.

Houve grandes avanços na segurança em matéria de RMN nos últimos anos?

Até muito recentemente, qualquer paciente com qualquer implante era imediatamente excluído de uma RMN devido ao temor do risco de interação dos campos eletromagnéticos. No entanto, com o aumento da compreensão da máquina de RMN e o cuidadoso projeto de implantes como o SYNCHRONY em 2014, tornou-se possível testar e demonstrar com segurança RMN segura com um implante no lugar.

As pesquisas relativas a equipamentos de RMN mais fortes e complexos estão em pleno curso e espero sinceramente sejam bem-sucedidas em continuar garantindo que as inovações beneficiem nossos pacientes.

Obrigado, Ellyce!

 

Você tem alguma pergunta sobre implantes cocleares ou ressonância magnética? Ou você já fez uma RMN com seu implante coclear? Comente abaixo!

Encontre Martin Zimmerling, inventor do inovador ímã rotativo SYNCHRONY!

Gostou deste post sobre segurança em matéria de RMN e implantes cocleares? Inscreva-se no blog da MED-EL digitando seu e-mail abaixo para receber todas as histórias mais recentes de nossos autores convidados, posts sobre tecnologia, dicas e sugestões diretamente em sua caixa postal!

Comments

Postagens recomendadas