em Artigos de Convidados

Confira a segunda e última parte da visita à fábrica do implante coclear que mudou a vida da Sheila, e veja também como foi o encontro com Erwin e Ingeborg Hochmair, fundadores da MED-EL na Áustria.

Fábrica dos SONHOS

E se você pudesse escolher um lugar no mundo para conhecer, para onde você iria? O que gostaria de fazer lá?

Eu amo viajar e sempre que posso, arrumo as malas e saio rumo a um lugar ensolarado, com praias incríveis e muito calor. Mas no ano passado, a vida me surpreendeu levando-me para um destino totalmente diferente. Innsbruck, uma cidadezinha com uma beleza única, cercada por uma cadeia de montanhas, com um lindo rio de águas verdes e muita neve, frio e esqui durante o inverno. E o que realmente me fascinou é que lá está localizada a fábrica da MED-EL, a empresa que produz o dispositivo que me permitiu ouvir todos os sons nos últimos 20 anos, o Implante Coclear.

Se você está curioso como e porque fui parar nesse lugar, confira o post anterior, Visita à Fábrica dos SONS (parte 1). Nele, eu conto o começo dessa experiência incrível que foi participar do 1º MED-EL MEETUP mundial, no qual pude visitar a fábrica da MED-EL, conhecer outros 14 usuários de implante coclear de diferentes partes do mundo, conversar com os funcionários e pesquisadores, e o mais emocionante: conhecer a Dra. Ingeborg Hochmair e o Dr. Erwin Hochmair – os criadores do Implante Coclear, fundadores da MED-EL.

Dra. Ingeborg e os 15 os participantes do 1º MED-EL Meetup Mundial 1. Dra. Ingeborg e os Participantes do 1º MED-EL Meetup Mundial

City Tour em Innsbruck

Em um dos dias do MED-EL Meetup, nós fizemos uma visita guiada para conhecer um pouco sobre a história da cidade e os principais pontos turísticos. Innsbruck é a capital do estado do Tirol, no Oeste da Áustria e está localizada no Vale do Inn. Ela é atravessada pelo rio Inn, onde há uma importante ponte de travessia; em alemão, a palavra bruck – vem de “Brücke”, que significa “ponte” – por essa razão a cidade é chamada “Ponte do Rio Inn”.

Foto2: City Tour em Innsbruck, pessoas em frente às montanhas. Foto 3: Sheila Contemplando o Rio Inn, sentada sobre pedras à margem, com montanhas ao fundo. 2. City Tour em Innsbruck 3. Contemplando o Rio Inn

Devido a sua altitude e posição, no meio de altas montanhas como o Nordkette (com mais de 2.000 metros de altura), os invernos são mais frios que a maioria das cidades europeias. Por isso, há prática de montanhismo no verão, o centro de esportes de inverno e as estações de esqui atraem milhares de turistas anualmente. Inclusive, a cidade sediou as Olimpíadas de Inverno por duas vezes, em 1964 e 1976. Innsbruck é encantadora… e confesso, vontade de ficar por lá não faltou!

Jantando nos Alpes e vendo Innsbruck em 360º

Concordo que a gastronomia de São Paulo é maravilhosa! Mas, o que falar da culinária austríaca? Babem! Nós pudemos degustá-la no Seegrube, um restaurante muito aconchegante no alto dos Alpes. Gente, que impressionante o pôr-do-sol visto lá de cima das montanhas! Mesmo não conseguindo ver neve desta vez, estava muuuuito frio! Mas, os gorrinhos e cachecóis que ganhamos do TIROLSHOP ajudaram a aquecer um pouco rsrs…

Foto 4. Pôr do sol no Nordkette com seis mulheres sorrindo com montanhas ao fundo. Foto 5. Jantando nos Alpes. Foto com 20 pessoas com roupas de frio ao anoitecer 4. Pôr do sol no Nordkette 5. Jantando nos Alpes

Nós fomos também ao Lichtblick Restaurant, onde é possível observar a cidade a partir de uma vista panorâmica de 360º. Lindaaa! Ao chegarmos, aconteceu algo engraçado e sensacional. Eu vi um funcionário da MED-EL parado em pé sozinho e como sou tagarela assumida e adoro conhecer pessoas, me dirigi a ele e falei: “Oiii! Eu sou a Sheila, a implantada do Brasil! E você? É audiologista?”.

Foi assim que acabei conhecendo o Marcus Schmidt! Eu não tinha me dado conta, mas foi ele quem tinha feito a abertura do Meetup durante a manhã. No jantar conversamos e descobri que ele é o atual Diretor Corporativo de Marketing da MEDE-EL, e durante quase 20 anos foi o Diretor de Pesquisas!

Sabe aquela história de estar no lugar certo, na hora certa, com a pessoa certa?! Aham! Eu não podia perder a chance de perguntar tudo! Everthing! Quanta história sobre a MED-EL eu pude conhecer! Ficamos 2 horas inteirinhas conversando sobre como tudo começou, as tecnologias que ele ajudou a desenvolver (e que eu inclusive usei durante esses 20 anos). Que privilégio conhecer o #TheBoss!

Foto 6 três moças e um rapaz que usam implante coclear. Foto 7; Marcus Schmidt diretor de marketing MED-EL_ Lichtblick Restaurant 6. Mary e Chella Man (EUA) e Bárbara (Argentina) 7. Marcus Schmidt _ Lichtblick Restaurant

Aprendendo no AUDIOVERSUM

Nós também passamos uma tarde inteira no AUDIOVERSUM, um museu interativo de ciências onde pudemos aprender muita coisa interessante a respeito dos nossos sentidos, principalmente a audição. Lá tem várias atividades multimídia, jogos e exibições interativas que misturam arte, tecnologia e ciência. Você pode navegar por um ouvido 3D, caçar pássaros invisíveis ou tentar sair de um labirinto usando apenas sua audição para se guiar. Sentir a intensidade de vibração do som de diferentes coisas, ouvir uma melodia através de células ciliadas gigantes, ou ainda, testar quão barulhento você consegue ser em uma Scream Box (“cabine do grito”). Pela minha foto dá para perceber que fui a que gritei mais alto… rsrsr Descobri um novo dom! Foi bem divertido.

Se você for a Innsbruck, não deixe de visitá-lo!

 

FOTO 8: Museu AUDIOVERSUM. Sheila em sala de apresentação, usando a cabine do grito e em atividades do museu 8. Visitando o Museu AUDIOVERSUM

Conhecento Geoffrey Ball – A lenda

Ir à fábrica da MED-EL e não conhecer Geoffrey Ball é como ir ao Museu do Louvre e não ver a Monalisa… Dá pra ter dimensão de quem seja ele?! Geoff é pesquisador na MED-EL e, assim como eu, perdeu a audição quando criança, devido a um quadro febril grave. Embora ele ouvisse melhor com aparelhos auditivos, ele nunca esteve satisfeito com a qualidade do som ouvido.

O tempo passou, ele se formou em Engenharia e durante muitos anos se dedicou às pesquisas na área de tecnologia auditiva. Foram inúmeras as noites que virou fazendo testes em seu próprio laboratório de eletrônica. Até que em uma delas, depois de várias tentativas fracassadas, finalmente deu certo. Hoje ele escuta graças à sua própria invenção, o VIBRANT SOUNDBRIDGE, e, para mim, ele é um modelo de persistência e não conformismo. Aquele tipo de pessoa única no mundo que nasceu especialmente com uma missão: dar som à vida!

Ele me deu sua biografia autografada, No More Laughing at the Deaf Boy (2011), conversou e até dançou comigo. Isso mesmo! E sabe o que? SAMBA.

Esse é o Geoffrey Ball, a lenda Rsrs…

 

Foto 9: Geoffrey Ball autografa a biografia e dança samba com Sheila. 9. Biografia e Samba com Geoffrey Ball

Quando o sonho se torna realidade

Sobre o último dia? Impossível pensar nele e não me emocionar, porque foi quando conheci a Dra. Ingeborg e Dr. Erwin Hochmair, que criaram o Implante Coclear, em 1975, e depois fundaram a MED-EL. Esse era o meu maior sonho nessa viagem. Sempre falei a mim mesma que um dia eu iria poder dizer MUITO OBRIGADA a estas duas pessoas iluminadas que devolveram minha audição e meu futuro. Imaginava que acabaria “esbarrando” com eles em algum Congresso ou Conferência, mas não! O destino foi mais generoso e fez isso acontecer dentro da Fábrica dos Sons!

Como agradecê-los? Como conseguir falar sem chorar?!

E assim, veio a ideia de registrar em um fotolivro os principais momentos da minha vida com o implante coclear. Depois de um breve discurso, não só eu, mas cada um dos participantes do Meetup tivemos a honra de conversar com a Ingeborg, tirar uma foto e dizer “Thank you”.

Foto 10: Sheila conhece Erwin e Ingeborg Hochmair, fundadores da MED-EL e entrega fotolivro de momentos vivendo com implante coclear 10. Conhecendo os incríveis Erwin e Ingeborg Hochmair

Quando chegou a minha vez, depois de conversar e entregar o meu presente, não resisti e perguntei “Eu poderia te dar também um abraço brasileiro?”, e amavelmente sorrindo ela me respondeu “Sure!”. Eis aí nesta foto o sorriso mais encantador que já recebi e o registro daquele abraço que vai ficar para sempre.

Depois disso, poderia retornar ao Brasil! Eu tinha ido a Innsbruck para, de algum jeito, dizer em nome de cada brasileiro que passou a ouvir devido à invenção deles “Muito, muito obrigada!”. E assim, fiquei conhecida na fábrica como a “Brazilian Hug” rsrsr.

 

Foto 11. Ingeborg Hochmair ganha um Brazilian hug
11. Brazilian Hug

Sabe… É difícil explicar a sensação de ter estado alí, de ter conhecido o excepcional MED-EL Team e mais 14 novos amigos implantados, pessoas maravilhosas e com histórias de vida fantásticas. Talvez o Charles, na Incrível Fábrica de Chocolates, a Alice, no seu País das Maravilhas ou o Peter Pan na Terra do Nunca consigam me entender… Porque, assim como eles, quando eu menos esperava, encontrei o meu “País das Maravilhas” e para sempre Innsbruck será minha Wonderland.

 

Todos os participantes e organizadores do 1º Meetup MED-EL em frente à matriz, próximos ao logotipo da fachada. 12. Participantes e organizadores do 1º Meetup MED-EL Mundial

Sheila de Souza Vieira

Surda aos 13 anos de idade devido à meningite e usuária de implante coclear há 20 anos (completados em 17 de setembro de 2019).
Mestre em Enfermagem (UFSCar).
Doutora em Distúrbios da Comunicação Humana (UNIFESP).
Atualmente é enfermeira do Tribunal de Justiça de São Paulo e está cursando fonoaudiologia.

 

Gostou deste artigo?

Inscreva-se para receber novidades , dicas e histórias de pessoas que ouvem com os produtos MED-EL.

Comments

Postagens recomendadas